a carregar...
Fechar
Subscreva a nossa newsletter

É só registar-se! Recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente no seu e-mail. É gratuito.

210 toneladas de feno para vítimas dos incêndios

publicado em 02-08-2017

Comente!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

11 camiões e 210 toneladas de feno são os números atualizados da solidariedade dos produtores de leite, agricultores e associações em cooperação com a APROLEP, Associação dos Produtores de Leite de Portugal, para alimentar os animais das regiões afetadas por incêndios.

Os três primeiros camiões de rolos de fenosilagem, com 20 toneladas cada, tiveram como destino Pedrógão Grande (Vila Facaia), Gois e Pampilhosa da Serra. Com as ofertas que continuaram a chegar à nossa associação foram enviados mais dois camiões para a Guarda. O último camião da empresa “Transportes Guardense” foi carregado esta segunda-feira na Torreira (Murtosa) e em Vagos. No destino a ajuda alimentar para os animais deste quinto camião será distribuído pela Acriguarda – Associação de Criadores de Ruminantes do Concelho da Guarda. As imagens da entrega do feno aos criadores e da distribuição aos animais, bem como das sucessivas cargas, estão disponíveis na página de facebook da Aprolep.

Esta terça-Feira de madrugada saíram de Odemira com destino a Mação mais dois camiões de rolos e fardos de palha, oferta dos produtores de leite da região e com transporte oferecido pela Câmara Municipal de Odemira, devendo chegar pelas 11 horas a Mação. Ao final da manhã, será carregado na empresa Agrolink, em Arcos, Vila do Conde, um terceiro camião para Mação, com dois terços de rolos e fardos de feno oferecidos por produtores de leite da Póvoa de Varzim e Barcelos e um terço do camião com rolos oferecidos pela Associação Galgueira e Lebreira do Norte.

Em Mação e nos concelhos vizinhos mais afetados pelo fogo, nomeadamente Proença-a-Nova, a ajuda será distribuída pela Acripinhal, Associação de Criadores de Ruminantes do Pinhal, em colaboração com as autarquias locais. Temos desde já disponível a oferta de mais três camiões completos a partir do Montijo, Vila do Conde e Ovar, assim que seja necessário. Registamos também a ajuda dos transportadores após o apelo da Antram e das autarquias.

Depois desta ajuda solidária de emergência, que continuaremos a organizar e encaminhar enquanto houver necessidades e ofertas, esperamos que o Governo disponibilize em tempo útil o apoio de médio e longo prazo aos criadores afetados para recuperar a agropecuária local, de forma a manter o território rural vivo e livre de futuros incêndios.

O comunicado é da APROLEP
 

Avalie este conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie o seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint.PT, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo no seu e-mail?

Receber os próximos comentários no meu e-mail

Copyright © 2000 - 2017 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento da MilkPoint.PT.

Consulte a nossa Política de Privacidade