ENTRAR COM FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Exportações de lácteos dos EUA cresceram 14% no primeiro trimestre

As exportações de lácteos dos EUA no primeiro trimestre de 2017 aumentaram 14% em volume e 17% em valor em relação ao ano anterior - o melhor resultado no primeiro trimestre desde 2014. Os exportadores obtiveram ganhos em quase todos os mercados e em quase todas as categorias de produtos.

Durante o trimestre, os exportadores enviaram 461.898 toneladas de leite em pó, queijo, gordura, soro de leite e lactose. As exportações totais de lácteos foram avaliadas em US$ 1,32 bilhão. O valor das exportações de março, de US$ 482 milhões, foi o maior em 22 meses, e o volume de exportação superou os níveis do ano anterior por 10 meses seguidos.

Após um início mais lento do ano, as exportações para o México se recuperaram em fevereiro e março. Durante o trimestre, as exportações de lácteos dos EUA foram avaliadas em US$ 328 milhões, 10% a mais que no ano anterior. Entre outros mercados importantes, as vendas para a China (+74%), o Sudeste Asiático (+16%) e o Canadá (+8%) apresentaram tendência de alta.

Queijo, leite em pó e soro de leite compõem agora mais de dois terços das exportações de produtos lácteos dos EUA. Em volume, as exportações de soro de leite aumentaram 27% no primeiro trimestre, as de leite em pó desnatado, 19% e as de queijos, 12%.

Continuando com um aumento de volume que começou em julho passado, as exportações de soro de leite dos EUA para a China totalizaram 60 mil toneladas no primeiro trimestre, um aumento de 90% em relação ao ano passado. As exportações de soro desidratado (+146%), concentrado de proteína de soro de leite (+87%) e soro modificado (+58%) para a China aumentaram também.

As exportações de leite em pó desnatado ao México no primeiro trimestre foram de quase 68.000 toneladas, um aumento de 18%. Além disso, os exportadores venderam mais leite em pó desnatado para a China no primeiro trimestre - 8.895 toneladas, mais do que o dobro que no ano anterior. As vendas ao Paquistão (6.843 toneladas, +61%) também foram maiores. Em contraste, as exportações de leite em pó desnatado para o Sudeste Asiático caíram em março: foram de apenas 8.430 toneladas, a menor nível desde novembro de 2012.

As exportações de queijos alcançaram os níveis do ano anterior no primeiro trimestre, embora os volumes ainda estejam próximos dos níveis de 2014 e 2015. Durante o trimestre, as vendas para a Coreia do Sul aumentaram 29% (para 12.656 toneladas) e as vendas para a Austrália quase duplicaram (para 6.918 toneladas). Enquanto isso, as exportações ao México caíram 5% no primeiro trimestre, à medida que os volumes recordes (10.377 toneladas) em março não conseguiram compensar as vendas baixas de janeiro.

Com base no total de sólidos do leite, as exportações norte-americanas foram equivalentes a 14% da produção de leite nos Estados Unidos no primeiro trimestre. As importações foram equivalentes a 3,6% da produção.

As informações são do Conselho de Exportações de Lácteos dos Estados Unidos (USDEC), traduzidas pela Equipe MilkPoint. 

 

NOTÍCIAS AGRIPOINT

0

COMENTÁRIOS SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Seu comentário será exibido, assim que aprovado, para todos os usuários que acessarem este material.

Seu comentário não será publicado e apenas os moderadores do portal poderão visualizá-lo.

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint.PT, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.