Fechar
Subscreva a nossa newsletter

É só registar-se! Recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente no seu e-mail. É gratuito.

Preço pago ao produtor belga cobre apenas 65% do custo de produção

publicado em 08-09-2017

Comente!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Um recente estudo mostra que os custos da produção de leite na Bélgica em 2016 foram de 41,37 cêntimos/ kg. Como os preços de produção do leite para o leite eram apenas 26,70 cêntimos, isso significa que apenas 65% dos custos de produção foram cobertos em 2016.

 
O estudo, encomendado conjuntamente pelo European Milk Board (EMB) e pela Associação dos Agricultores de Leite da Bélgica (Milcherzeuger-Interessengemeinschaft-MIG), calcula os custos atuais da produção de leite com base nos dados da UE e também leva em consideração força de trabalho da exploração como gerente e familiares.


Como os preçoscaíram durante a crise do leite de 2015, houve uma queda de 35% na cobertura dos custos de produção. Nos últimos cinco anos, em nenhum ano foi atingido um nível de preço de exploração que garantiria aos produtores de leite, pelo menos, um rendimento adequado.

Erwin Schöpges, membro do Conselho de EMB da Bélgica, comenta sobre o aumento dos custos de produção de leite nos últimos anos: "Nós, produtores de leite, estamos conscientes de que, dia a dia, estamos a perder dinheiro. Para mim, a questão é quanto tempo podemos continuar a funcionar na reserva ".


A depreciação e os juros pagos de forma manifestamente mais baixa mostram que quase nenhum novo investimento era possível. Além disso, os subsídios pagos às explorações leiteiras em 2016 eram apenas 2,27 cêntimos por quilo, o que significa que diminuíram mais de 2 cêntimos / kg de leite nos últimos três anos. Dado o fosso de preço e custo de quase 15 cêntimos, os subsídios mal podem ajudar a garantir a renda anual das explorações. O estudo atual deixa claro que os custos de produção de leite devem ser cobertos pelo preço.

"Os resultados colocam os factos na mesa para todos verem", diz Christian Wiertz, vice-presidente da Associação Belga de Agricultores de Leite MIG. "Deve ser evidente para os nossos políticos e para o setor que os produtores de leite belgas nem sequer podem cobrir os seus custos, e muito menos gerar riqueza". 

O artigo é do EMB, adaptado pelo MILKPOINT

Avalie este conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie o seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint.PT, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo no seu e-mail?

Receber os próximos comentários no meu e-mail

Copyright © 2000 - 2017 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento da MilkPoint.PT.

Consulte a nossa Política de Privacidade