ENTRAR COM FACEBOOK ESQUECI MINHA PASSWORD SOU UM NOVO UTILIZADOR

APROLEP:"Não há cooperativismo"

O anunciado corte de um cêntimo colocou a tónica da cooperativismo na ordem do dia. Fomos conversar com a direção da APROLEP sobre esta e outras questões no âmbito da  mais recente crise.

 

Esta mais recente crise, que se iniciou com o incentivo ao corte de produção, culminou com o corte de 1 cêntimo no preço do leite. Esta era uma crise esperada para o país na cauda da Europa?

Com a dificuldade que a Lactogal tem apresentado em escoar o leite e a proposta de reduzir 60 milhões de litros de leite, incentivando muitos produtores a fecharem as portas, não era espectável que se descesse 1 cêntimo. Acresce a este facto a evidência de que Portugal é deficitário em produtos lácteos – estima-se que importamos anualmente 500 milhões de euros em produtos lácteos!

 

É comum falar-se sobre cooperativismo e dificuldade que temos, enquanto Portugueses em cooperar. É na vossa opinião, este o cerne deste problema?
O cooperativismo parece ter ficado esquecido no “modus operandi” da Lactogal, porque várias decisões que tomam prejudicam os produtores e põe em causa a rentabilidade das explorações. Uma empresa que, face à dificuldade em escoar o produto impõem a redução do leite recolhido em vez de se procurar novos mercados e criar novos produtos. Quando é necessário manter os lucros (quase 44 milhões de euros em 2017) e se reduz o preço pago ao produtor, mostra-se que NÃO HÁ COOPERATIVISMO!

 

A Lactogal é neste momento uma entidade com uma grande dimensão,  uma empresa SA. que em teoria já não está na posse única dos produtores. Será esta a faceta que vos desagrada?
A Lactogal pertence exclusivamente a três cooperativas que pertencem aos produtores associados. A Lactogal não é do presidente nem aos administradores. De facto a gestão da Lactogal está muito longe dos produtores. Parece ter-se trocado o moralismo necessário por um “muralismo”, um muro entre a empresa e os produtores. Essa falta de respeito pelos produtores faz parte da falta de visão estratégica que demonstra nas decisões de toma, desde as opções de marketing à forma como a empresa é gerida, maximizando os lucros das associadas e esquecendo os anos difíceis que os produtores e leite têm atravessado nos últimos anos.
 

Gostariam de deixar alguma mensagem neste momento ao setor, e nomeadamente aos produtores?
É preciso agir, é preciso mostrar o nosso descontentamento e desgaste perante a forma como a Lactogal e os seus administradores agem, mostrando falta de respeito e consideração por aqueles que fazem da produção de leite a sua vida. É agora o momento de AGIR e EXIGIR a MUDANÇA!

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint.PT, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.