ENTRAR COM FACEBOOK ESQUECI MINHA PASSWORD SOU UM NOVO UTILIZADOR

Primeiro leite artificial chega ao mercado no próximo ano

No início deste ano, uma start-up chamada Muufri foi fundada por dois engenheiros na Califórnia - Perumal Gandhi e Ryan Pandya – que estão a trabalhar no aperfeiçoamento de um leite bovino artificial feito com uma variedade especial de levedura que foi modificada geneticamente para produzir proteínas do leite.

Apelidado de “úbere fora do corpo”, este sistema é designado a produzir leite que retém o sabor e os benefícios para a saúde do leite real, distanciando-se de substitutos do leite como leite de soja, arroz e amêndoa. Precisamente, devido à limitação de um produto como o gelado à base de soja em termos de sabor, esse nunca alcançará a popularidade do sorvete com leite comum, mas e se o sorvete Muufri puder ter exatamente o mesmo sabor?

“Se queremos que o mundo mude sua a dieta de um produto que não é sustentável para algo que é, esse tem que ser idêntico, ou melhor que, o produto original”, disse Gandhi. “O mundo não mudará do leite de vaca para leites de origem vegetal, mas se nosso leite produzido sem vacas for idêntico e tiver o preço certo, eles poderão mudar”.



A dupla vegan Gandhi e Pandya foi inspirada a inventar o leite para reduzir a necessidade de de vacas leiteiras, animal com uma importância especial num país como a India.

Este "leite" precisa de menos de 20 componentes e consiste de cerca de 87% de água. De acordo com John Anderson, da Gizmag, o leite Muufri conterá seis proteínas para ajudar a formar sua estrutura e oito diferentes ácidos gordos para lhe dar um sabor mais rico.

O leite é produzido usando o mesmo processo que companhias farmacêuticas usam para produzir insulina. O DNA é extraído de vacas leiteiras e certas sequencias são inseridas nas células da levedura. A cultura de levedura é, então, colocada para crescer em placas de petri de tamanho industrial na temperatura e concentrações certas e, dentro de poucos dias, a levedura terá produzido leite suficiente para ser recolhido.

“Apesar de as proteínas do leite Muufri virem de leveduras, as gorduras vêm de vegetais e são alteradas a nível molecular para se parecer com a estrutura e o sabor das gorduras do leite”, revela. “Os minerais, como cálcio e potássio, e os açúcares, são comprados separadamente e adicionados à mistura. Uma vez que a composição está finamente ajustada, os ingredientes transformam-se naturalmente em leite”. Isso significa que todos os valores nutricionais podem ser ajustados por Gandhi e Pandya, de forma que o leite artificial poderia potencialmente ser até melhor para o consumidor do que o leite comum.

Embora inicialmente o leite Muufri seja mais caro do que o leite comum, Gandhi e Pandya esperam que ele eventualmente fique mais barato à medida que sua produção aumentar. Este produto tem um prazo de validade mais longo. A dupla espera ter seu leite no mercado em meados do ano que vem.

Os dados são do National Geographic e Gizmag, publicado em http://www.sciencealert.com.

 

1

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint.PT, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

FRANCISCO AZEVEDO

BURI - SÃO PAULO

EM 13-01-2018

Onde encontro aqui no Brasil? Qual site?

Obrigado!