FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA PASSWORD SOU UM NOVO UTILIZADOR

GDT: índice de preços recua 1,1%

Na última terça-feira (01/05/2018) ocorreu o 211º evento do GDT (Global Dairy Trade), no qual o índice de preços fechou em leve queda de 1,1%, com o preço médio a US$ 3.465/tonelada, como ilustra o gráfico 1.

Neste leilão, foram negociadas 19.508 toneladas, número próximo ao volume negociado no último leilão, mas 13,8% abaixo em relação às 22.633 toneladas negociadas no evento correspondente há um ano (02/05/2017).

Em março, o volume de leite recolhido pela Fonterra na Nova Zelândia (maior cooperativa do país) foi 3% menor em relação a março de 2017, enquanto o acumulado até ao momento aponta para uma recolha 2,1% menor em relação à época passada. Por outro lado, a sinalização de aumento de produção em outros mercados importantes, como União Europeia e Estados Unidos, faz um contraponto à situação da produção neozelandesa.

Na gordura, após uma forte recuperação nos preços no leilão passado, o índice de preços do AMF caiu 1,9%, e a média fechou a US$ 6.032/tonelada com expectativas de novas quedas, uma vez que os contratos futuros apresentam desvalorização em quase todos os meses negociados. Ao mesmo tempo, a manteiga manteve-se estável (após duas altas consecutivas), fechando a US$ 5.647/tonelada – com boa competitividade quando comparada com a manteiga da Europa, atualmente em torno de US$1.400/tonelada mais cara.

O queijo cheddar teve sua quarta subida consecutiva (+3,1% no índice de preços), atingindo 4.024/tonelada, o maior valor desde outubro/2017.

Nos leites em pó, ocorreram movimentos distintos entre o desnatado (alta) e o integral (baixa) neste leilão. No leite em pó desnatado, depois de fortes quedas nos preços em março, os números positivos de importação da China neste início de ano (+10,9% no acumulado de jan-mar em relação ao volume importado no mesmo período de 2017), e o aumento nos embarques da Nova Zelândia com destino à América do Sul e o Oriente Médio ajudaram na recuperação dos preços, e a média fechou US$1.999/tonelada, com uma alta de 3,6% no índice.

Já no leite em pó inteiro, as elevações recentes de preços diminuíram a competividade do produto da Oceania frente ao fornecido pela Europa, ajudando a justificar a queda de 1,5% no índice de preços, que fechou em US$ 3.231/tonelada.

Para os próximos meses ainda há muita incerteza pairando sobre o mercado. Os contratos futuros de leite em pó inteiro negociados na NZX apontam uma possível valorização em relação ao que vem sendo praticado no GDT; contudo, as negociações do GDT preveem uma elevação nos preços um pouco mais antecipada do que se vê na NZX, conforme mostra o gráfico 2.

Gráfico 2. Contratos futuros de leite em pó inteiro – GDT vs. NZX.

 

 

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint.PT, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.