FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA PASSWORD SOU UM NOVO UTILIZADOR

Menor pagamento a produtores de leite da Nova Zelândia pode prejudicar crescimento económico

Os produtores de leite da Nova Zelândia estão a enfrentar uma forte queda no lucro à medida que os preços do leite caem em relação aos níveis recordes do início da estação de produção – uma dor de cabeça para uma indústria altamente endividada que também ameaça a retardar o crescimento económico ea  pressionar o dólar da Nova Zelândia.

O aumento da procura chinesa por leite em pó levou os fornecedores da cooperativa de lácteos, Fonterra, a maior exportadora de lácteos do mundo, a ganhar mais de NZ$ 8,00 (US$ 6,84) por quilo de sólidos do leite – equivalente a NZ$ 0,67 (US$ 0,57) por quilo de leite – para a estação que termina neste mês, o maior preço desde que a cooperativa foi estabelecida em 2001. Porém, a maior produção de leite, tanto no mercado doméstico, como nos Estados Unidos e em outros países, levou os economistas do setor a preverem que a Fonterra faça um pagamento final de cerca de NZ$ 7,00 (US$ 5,98) por quilo de sólidos do leite – NZ$ 0,58 (US$ 0,49) por quilo de leite – na próxima estação. Muitos acreditam que a previsão inicial da Fonterra, que deverá ser feita nessa semana, começará abaixo desse valor antes de ser revista para cima nas atualizações trimestrais, mas alguns são mais pessimistas, achando que o pagamento final será abaixo de NZ$ 7,00 (US$ 5,98) por quilo de sólidos do leite.

Embora este valor ultrapasse os preços pagos nos últimos dois anos e fique confortavelmente acima da média dos últimos 10 anos, de cerca de NZ$ 5,90 (US$ 5,04) por quilo de sólidos do leite – NZ$ 0,49 (US$ 0,41) por quilo de leite -, ele tiraria NZ$ 2,3 bilhões (US$ 1,96 bilhões) da economia em um país onde as exportações de lácteos representam um quarto de todas as exportações. “Isso seria um impacto de quase 1% no PIB nominal”, disse o economista do ASB Rural, Nathan Penny.(www.milkpoint.pt/o-leite-e-a-sociedade/mercado-do-leite/fonterra-reduz-previsao-de-pagamento-a-cooperados-em-201314-89258n.aspx)

Alguns economistas também esperam que os preços globais menores dos lácteos, que já caíram mais de 20% neste ano, podem colocar o dólar neozelandês sob pressão nos próximos meses, indo em direção a US$ 0,80 no ano em 2015, do nível atual de cerca de US$ 0,8550.

Além disso, os menores pagamentos viriam num período quando o Banco Reserva da Nova Zelândia se está a mover para apertar ainda mais a política monetária, dando mais urgência aos avisos de longa data pelo banco central e credores do país aos produtores rurais para administrar bem suas finanças.

David Irvine é um produtor de leite típico que investiu bastante neste ano para aumentar a produção, melhorar a irrigação e substituir a equipa nas suas explorações fora de Christchurch. Agora, ele está a "cruzar os dedos" para que esses investimentos sejam suficientes para preservar as margens de lucros quando o corte no pagamento ocorrer.

“Não será bom. Isso significa que os nossos lucros serão menores, mas a teoria é que quando a estação é boa, quando todas as estrelas estão alinhadas, você faz feno quando o sol brilha”, disse ele.

As dívidas dos produtores da Nova Zelândia triplicaram na última década, para um total de cerca de NZ$ 30 bilhões (US$ 25,65 bilhões). Os empréstimos foram particularmente pesados entre 2005 e 2009, à medida que a “corrida do ouro branco”, impulsionada pela crescente procura da China, estimulou os produtores de leite a aumentar os rebanhos e levou muitos produtores de ovinos a mudar para a produção leiteira.

Depois de três anos de taxas baixas recordes de 2,5%, as pressões de inflação levaram o Banco Central a aumentar suas taxas oficiais duas vezes neste ano, para 3%, e esse alertou que as taxas podem aumentar para cerca de 4,5% até 2016.

Os gestores de dívidas disseram que muitos produtores tentam agora pagar as dívidas e alterná-las de uma taxa fixa de taxas flutuantes, o que compreende quase 70% das dívidas totais no setor de lácteos. “Nos últimos 12 meses, quando os pagamentos e fluxos de caixa eram fortes, mais pessoas estavam a direccionar o dinheiro excedente para pagar a dívida”, disse o diretor geral de agricultura do ANZ New Zealand, Ross Verry. “A antecipação de maiores taxas de juros estimulou as pessoas a pagar as dívidas quando elas são capazes de fazer”.

Porém, ainda há uma preocupação de que alguns dos produtores mais endividados do país possam ser apanhados de surpresa se as estrelas que foram recentemente tão bem alinhadas se distorcerem. “Se o pagamento for de NZ$ 6 (US$ 5,13) por quilo de sólidos do leite – NZ$ 0,50 (US$ 0,42) por quilo de leite – e tivermos outra seca ou tempestade de inverno, haverá uma série de produtores que se sobrecarregaram, que serão apanhados por uma combinação errada de eventos”, disse o presidente da Federated Farmers, Bruce Wills. A reportagem é da Reuters.

Em 28/05/14 – 1 Dólar Neozelandês = US$ 0,85503 

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint.PT, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.