FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA PASSWORD SOU UM NOVO UTILIZADOR

O cenário mundial em 2025, segundo a CE

A Comissão Europeia publicou recentemente um relatório com uma projeção de mercado para os principais produtos agrícolas no horizonte temporal de 2025.

Preços internacionais baixos, no caso dos laticínios, tem sido o resultado de um aumento da oferta global de leite numa altura em que a China reduziu a procura e Rússia impôs o embargo sobre as importações de produtos lácteos da UE, EUA e Austrália. No entanto, a procura em outras regiões do mundo tem vindo a aumentar e é esperado manter esse caminho nos próximos dez anos, impulsionada pelo crescimento da população mundial e mudanças na dieta em favor de produtos lácteos. Além disso, as importações da China irião retomar o crescimento a uma taxa esperada de 3,5%. 

Nos próximos dez anos, espera-se um crescimento de produção anual de 1,9%, ligeiramente inferior ao da última década (2,1%). Mas em termos de volume envolve adicionalmente 16,1 milhões de toneladas de leite produzidas por ano contra 14,5 milhões entre 2005 e 2014.

Os maiores aumentos de produção são esperados na Índia, o mesmo que será consumida internamente. Haverá também um reforço da produção em África, o suficiente para abastecer o mercado interno, de modo que haverá uma margem crescente de importações. A China também vai aumentar a produção, mas a taxa de crescimento será menor do que o consumo (mais 400.000 t para a importação por ano), menos do que o que aconteceu nos últimos dez anos (1 milhão de toneladas por ano). Em outras regiões também haverá uma procura extra por ano Importações: Sudeste Asiático (400.000 t / ano), Médio Oriente (200 mil t / ano) e África (250.000 t / ano).

Quanto às exportações, a UE irá aumentar a produção e as exportações, impulsionado pela ausência de taxas e mais capacidade (500 mil t para o bónus de exportação por ano). A expansão da produção na Nova Zelândia será mais limitado do que nos últimos anos, mas o crescimento das exportações (440 mil t / ano) é esperado. As exportações dos EUA também vai aumentar (300 mil t / ano).

O mercado mundial continuará a ser apertado, comercializando apenas 7,5% da produção total mundial até 2025, portanto o risco de desequilíbrios de curto prazo entre a oferta e a procura ainda estará presente.


O artigo é da Agronews Castilla y Leon.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint.PT, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.