FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA PASSWORD SOU UM NOVO UTILIZADOR

6 Sugestões para maximizar o rendimento de uma cultura forrageira

Os agricultores que planeiam instalar uma cultura forrageira, seja para fazer feno, silagem ou pastagem, devem analisar a fundo alguns detalhes fundamentais, como a localização do terreno a semear, o solo e a espécie ou variedade a semear, diz o especialista Keith Johnson da Universidade de Purdue.

"Estabelecer uma forragem requer uma ótima planificação e atenção aos detalhes", disse Johnson.
"Se todos os elementos forem considerados, o esforço leva a uma boa produção de forragem ou pastagem que irá fornecer um alimento saudável, sustentável e rentável para os animais em todas as estações do ano."

Os produtores de culturas forrageiras devem considerar estas 6 sugestões:

1. Escolha do local de sementeira. Johnson indica que a escolha do local deve ser feita consoante a finalidade da forragem a ser plantada.
Para forragens sujeitas a colheita mecânica (feno e silagem), os agricultores devem ter em conta a proximidade entre o campo e o local onde a colheita será armazenada. Se o custo e tempo de transporte para o local de armazenagem forem muito elevados, caso exista a possibilidade, o local deverá ser reconsiderado.
Para pastagens de manutenção, como por exemplo, de novilhas em crescimento, os agricultores necessitam de ter a certeza de que o local tem acesso a uma fonte de água confiável.

2. Solo. Diferentes espécies ou variedades prosperam em diferentes tipos de solo. Johnson afirma que a sementeira direta pode proporcionar um bom contato semente/solo. Para solos corrigidos com calcário ou fertilizantes, uma lavoura mais agressiva pode ser necessária.

Dever-se-à compreender a "restrição Plantback", ou seja, o tempo de espera necessário para replantar o terreno tratado com herbicidas na colheita anterior. Esta informação é encontrada nos rótulos dos herbicidas.

3. A escolha da forragem. O tipo de forragem depende da espécie e idade dos animais que a vão consumir. O autor sugere que se consulte um ou vários especialistas em matérias de solo, produtividade, resistência da espécie/variedade e dos valores nutricionais da mesma.
Em muitos casos é vantajoso misturar espécies de gramíneas com leguminosas, não só pelo azoto fixado no solo através da leguminosa como também pelo aumento de resitência a algumas doenças.

4. Sementeira. Para semear campos forrageiros, Johnson refere que o tipo de equipamento, a profundidade e densidade das sementes, a data de sementeira e a aplicação do herbicida são fatores a ser avaliados. Esta informação pode ser obtida com mais facilidade ao consultar um especialista.

5. Controlo de infestantes. O uso de um herbicida específico marcado para a cultura é uma das formas mais eficazes de redução da concorrência de espécies não desejadas na cultura.

6. Tempo de utilização. No caso da planta forrageira se destinar a utilização em pastagem, o autor salienta que os animais não devem ser colocados na parcela demasiado cedo, de forma a fomentar uma forte radiculação das plantas na parcela.

Fonte: Artigo original proveniente da página FarmFutures, tendo sido traduzido e adaptado pela equipa do MilkPoint.
 

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint.PT, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.