FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA PASSWORD SOU UM NOVO UTILIZADOR

A relação 150:1 durante o desabastecimento do silo

POR THIAGO FERNANDES BERNARDES

NUTRIÇÃO, FORRAGENS & PASTAGENS

EM 04/08/2015

0
0
*Artigo original MilkPoint Brazil, por Thiago Fernandes Bernardes

As etapas do processo de ensilamento que vão da colheita ao fecho do silo são consideradas importantes para que a massa se possa conservar de maneira adequada. Contudo, a abertura do silo é considerada como “um grande stress” para a silagem, pois a mesma que estava em um ambiente anaeróbio (ausência de oxigénio) e estável, passa a ter contato com o ar. No ar há presença de oxigénio e esta molécula desencadeia a oxidação de compostos que, por definição, é a transformação de um nutriente, principalmente, em água, dióxido de carbono e calor, processo também conhecido por deterioração aeróbia.

Sabendo que a exposição da silagem ao oxigénio é um problema a ser enfrentado, cabe ao produtor lançar a mão de alternativas que possam reduzir o fenómeno da deterioração aeróbia para que seu efetivo receba silagem sem alteração dos nutrientes.

Um maneio simples que pode auxiliar nesse processo é avaliar a taxa de retirada de silagem (avanço do painel). Calcular esta taxa é simples e de fundamental importância na propriedade. Nas condições de clima tropical, recomenda-se que a taxa seja, de no mínimo, 30 cm por dia, o que significa um avanço de 2 metros por semana.

Como a retirada de silagem está relacionada com o número de animais e o consumo (kg) deles, se torna mais ‘palpável’ para o produtor entender a relação entre a quantidade de silagem utilizada diariamente na fazenda com a área frontal do silo para que a taxa mínima de retirada (30 cm) seja garantida.

Com base num estudo em que visitamos dezenas de explorações brasileiras, calculando-se avanço do painel, densidade da massa, área dos silos e número de animais na propriedade, chegamos a uma relação de 150 kg de silagem por metro quadrado de painel. Ou seja, o produtor que estiver utilizando 150 kg de silagem ou mais por m2 evitará perdas por deterioração durante o fornecimento da silagem. Esta relação pode ser associada ao cálculo do avanço do painel, o qual pode ser determinado da seguinte forma: Durante o consumo de silagem, sinalize onde o painel se encontra hoje. Após sete dias meça o quanto o mesmo avançou. Repita este procedimento por duas a três vezes ao longo da utilização e obterá a taxa média de retirada de silagem.

Não negligencie o maneio de desabastecimento do silo obedecendo aos critérios técnicos, pois silagem deteriorada leva a perdas económicas, seja pela perda de alimento pela redução da produção dos animais.

THIAGO FERNANDES BERNARDES

Professor do Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Lavras (UFLA) - MG.
www.tfbernardes.com

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint.PT, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.