ENTRAR COM FACEBOOK ESQUECI MINHA PASSWORD SOU UM NOVO UTILIZADOR

Composição química dos alimentos: saiba como amostrar a silagem

POR THIAGO FERNANDES BERNARDES

NUTRIÇÃO, FORRAGENS & PASTAGENS

EM 28-04-2017

3
0
O desempenho desejado depende da formulação da dieta, a qual é fortemente influenciada pelos dados de composição química dos alimentos que a compõe. A deficiência de nutrientes leva a um desempenho abaixo do esperado e o excesso deles, tem impacto sobre rentabilidade porque os custos com alimentação sobem. Portanto, a composição de nutrientes nos alimentos deve variar o mínimo possível. Para que isso ocorra, a amostragem dos alimentos se torna um fator chave na nutrição animal. Assim, como fazer as amostragem e a frequência amostral são tópicos relevantes para quem usa silagem na dieta dos animais.

Nas Figuras 1 e 2 estão demonstrados os passos que deverão ser seguidos (Do ‘A’..... até o ‘G’). Quando o silo estiver aberto, a primeira etapa (A; Figura 1) é remover silagem ao longo de todo o painel (de cima para baixo e lado a lado). Essa remoção pode ser feita mecanica ou manualmente. A partir da silagem removida que ficou depositada no chão (B), recolha, com as mãos, cerca de 8 porções e as coloque em um balde limpo (C).

Figura 1. Procedimento amostral que deve ser adotado no silo

Composição química dos alimentos: saiba como amostrar a silagem

Transporte o balde até uma superfície rígida e limpa (D; Figura 2), retire todo o conteúdo do balde e o homogeneize bem (E). A partir do conteúdo homogeneizado, dividá-o em quartos (F) e, num saco plástico limpo, coloque o conteúdo de um quarto (G). Vede o saco plástico e identifique-o adequadamente, colocando o nome do amostrador, exploração, a data  e a identidade da amostra (Ex: silagem de milho).

Como enviar a amostra ao laboratório? Para a determinação da composição química e perfil fermentativo, eu sugiro que a amostra seja congelada (não resfriada) e, posteriormente, seja transportada/enviada até o laboratório de interesse.

Figura 2. Manipulação da silagem e finalização do procedimento amostral após a recolha da amostra no campo.

Composição química dos alimentos: saiba como amostrar a silagem
Qual é a frequência amostral a ser adotada?

O correto é repetir este procedimento 3 a 4 vezes ao longo do desabastecimento do silo. No caso um efetivo com alta exigência nutricional, esta frequência pode ser aumentada, pois os valores de matéria seca da silagem podem variar muito e, esta variação, afeta o balanceamento dos nutrientes.

Fique atento aos seguintes pontos quanto à amostragem:

1. Amostras da forragem no momento da colheita não representam a futura silagem. Portanto, se o interesse é saber a composição química da silagem aguarde a abertura do silo;
2. Descarte a silagem deteriorada antes de realizar a remoção do painel;
3. Não retire amostras com as mãos diretamente da face do silo;
4. Faça o procedimento de forma aleatória, ou seja, não seja tendencioso escolhendo ou descartando material (com exceção do apodrecido);
5. Não coloque a amostra a ser encaminhada ao laboratório em sacos de papel, pois a mesma é húmida;
6. Silagem não é um alimento ‘estático’, pois a mesma deteriora-se rapidamente. Portanto, após ensacá-la, congele-a imediatamente.
7. Não se esqueça de identificar a amostra.

THIAGO FERNANDES BERNARDES

Professor do Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Lavras (UFLA) - MG.
www.tfbernardes.com

3

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint.PT, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

SOFIA LOPES

TÉCNICO

EM 09-05-2017

Obrigado pelo esclarecimento Thiago! Continuação de bom trabalho
ANA FERNANDES

LISBOA - LISBOA - MÍDIA ESPECIALIZADA/IMPRENSA

EM 08-05-2017

Olá Sofia!

Obrigada pela sua participação!

Vou remeter o seu comentário ao autor do artigo, ok?


SOFIA LOPES

TÉCNICO

EM 07-05-2017

Antes de mais, agradeço o cuidado e simplicidade na esquematização e explicação dos procedimentos e pela abordagem do tema. Entretanto, gostaria que esclarecesse sobre a evolução da composição nutricional e qualidade do silo ao longo do tempo, quando ainda fechado e quando aberto. E esclareça, por favor, porque a amostra deverá ser congelada e não somente refrigerada. Já agora, a amostragem de silagem no momento da colheita para determinar apenas a MS é válida para determinar a MS da silagem final?

Muito obrigada