FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA PASSWORD SOU UM NOVO UTILIZADOR

Dicas para minimizar o calor excessivo nos equipamentos agrícolas

As temperaturas acima da média têm causado um grande desconforto este verão mas, ao reservar algum tempo para pôr em prática alguns passos simples, é possível manter as máquinas “ao fresco”.

Uma temperatura excessiva no motor é controlada por duas coisas: o fluxo de ar através do radiador/permutador de calor/ radiador de óleo e a circulação do líquido de arrefecimento do motor. Se um ou ambos estes sistemas estiverem comprometidos, os sistemas de arrefecimento do motor não vão funcionar adequadamente.

O primeiro passo é determinar se o sistema de refrigeração está a receber um fluxo de ar apropriado. Muitos destes sistemas podem ser observados atualmente removendo os pregos ou parafusos de modo a permitir que se deslize ou se rode os radiadores de óleo e unidades de troca de calor para fora da posição operacional de forma a que se possa visualizar e limpar estes sistemas e o radiador. Depois de ter feito isto, verifique se as unidades não têm sujidade e detritos

A causa mais comum de sobreaquecimento do sistema em ambientes de produção de feno, colheita de grãos e outros tipos de colheitas agrícolas menos limpos é a falta de fluxo de ar através do sistema de arrefecimento. A maioria das máquinas agrícolas hoje tem telas de filtragem para reduzir a acumulação de sujidade e palha no radiador, ventiladores de ar condicionado e radiadores de óleo. Se encontrar grandes partículas, como folhas de feno ou palha no radiador, deve verificar as vedações de borracha em torno destas telas. Ao longo do tempo, o calor e o oxigénio provocam a quebra e colapso destes selos - permitindo que sujidade e partículas maiores fluam através das telas e se alojem no sistema de refrigeração.

Se as juntas de borracha estão a permitir que o material se acumule no sistema, substitua-as e limpe a sujidade e detritos que estejam a restringir o fluxo de ar. Para o fazer, use um compressor de ar ou uma lavadora de alta pressão. Há precauções a tomar quer opte por um ou outro método. Por norma, é preferível usar ar do que água, mas é preciso ter a certeza de que o compressor de ar não está a aspirar óleo lubrificante com o ar. Antes de aplicar ar comprimido no sistema de refrigeração, certifique-se que experimenta o ar sobre uma superfície limpa e seca, que vai permita ver qualquer gotícula de óleo que possa existir. Compressores de ar mais velhos e compressores em semi-tratores são conhecidos por dispararem ar contaminado com uma fina névoa de óleo. Aplicar ar contaminado com óleo vai agravar o problema – resultando numa maior acumulação de sujidade.

É importante ter cuidado ao usar uma lavadora de alta pressão. É preciso dar tempo para que o sistema seque completamente após a lavagem. Se puser uma máquina a funcionar num ambiente empoeirado imediatamente após a lavagem, as partículas de pó irão alojar-se nas vias aéreas do sistema, tornar-se lama, secar e solidificar, e por fim tornar ainda mais difícil a sua remoção.

Isto leva-nos a outra causa importante de acumulação de sujidade que impede o fluxo de ar para o sistema de refrigeração. Fugas de óleo, de líquido de arrefecimento, de combustível e fugas do sistema de ar-condicionado podem revestir as superfícies externas do sistema de arrefecimento, alojar a sujidade e restringir o fluxo de ar. Se, ao remover a sujidade e detritos do sistema de refrigeração, notar qualquer material oleoso nas pequenas aberturas do sistema, então há uma fuga num dos sistemas mencionados anteriormente. Esta é uma situação que deve ser corrigida imediatamente. Mesmo as partículas de pó mais pequenas são recolhidas sobre a superfície oleosa e restringem o fluxo de ar muito rapidamente. Terá de localizar a fonte do vazamento, repará-la e restaurar o fluxo de ar para o sistema de refrigeração.
A limpeza a vapor é a forma mais eficiente de remover todo o óleo e detritos do sistema e área circundante, mas se a limpeza a vapor não é uma opção, pode usar uma lavadora de alta pressão e algumas latas de desengordurante para motores. Quando o sistema estiver limpo, identifique a fonte do vazamento e repare o problema. Note que deve permitir que o sistema seque ou deixar a água sair das vias aéreas antes de colocar a máquina de de novo em funcionamento num ambiente com pó.

Como mencionado anteriormente, as duas principais causas para o aquecimento do sistema são a falta de fluxo de ar e a falta de circulação do líquido de arrefecimento. Se tiver verificado o radiador, radiadores de óleo e permutador de calor e os encontrou completamente limpos, provavelmente estará a perder líquido de arrefecimento da circulação no bloco do motor. Se ao inspeccionar a ventoinha, as correias e bomba de água do motor não se aperceber de nenhum problema, é provável que se trate de um termostato do líquido refrigerante que estaja pegajoso ou preso. Se continuar com problemas com o calor depois de substituir os termostatos, limpe as partes internas do sistema de refrigeração com um flush de qualidade próprio para radiadores. Substitua sempre o líquido refrigerante existente por um líquido refrigerante de alta qualidade indicado para equipamentos industriais e camiões. Estes refrigerantes têm aditivos para prolongar a vida útil do sistema, incluindo componentes anti-eletrólise.

Ponha-se ao fresco e aproveite da melhor maneira o resto das colheitas!

O artigo é da Progressive Dairyman, adaptado pela equipa MILKPOINT.

 

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint.PT, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.