FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA PASSWORD SOU UM NOVO UTILIZADOR

Considerações a ter no planeamento de uma exploração robotizada

O que começou na Europa como uma solução para pequenas e médias explorações leiteiras, principalmente para contornar questões de escassez laboral, recentemente mostrou ser uma ótima solução para grandes explorações. Embora houvesse alguns grandes projetos no início, foi apenas na última década que um grupo de grandes produtores de leite começaram a ver a robótica como uma opção viável.

A robótica permitiu que pequenas e médias empresas familiares continuassem viáveis ​​ao mesmo tempo em que melhoram a qualidade de vida. 

Com base em dados obtidos pelo sistema de ordenha da DeLaval (VMS), em média, a robótica ajudou a reduzir a mão de obra em 47 a 60%, melhorando sua qualidade.

Além disso, a maioria dos grandes clientes do VMS reportaram um aumento na produção de leite entre 8 e 10%, mesmo quando provenientes de uma frequência de ordenha de 3 vezes dia: menos tempo em pé, menos tempos de espera, melhorando seu bem-estar geral.

Certifique-se ainda de ter em conta essas considerações chave:

1. Construir um plano futuro
Não precisa acontecer de uma só vez. Faça o seu plano aproveitando a modularidade e a flexibilidade, dois dos principais atributos da ordenha robótica. Explorações de 1.000, 3.000 ou mesmo mais de 6.000 vacas começaram com módulos robotizados menores construídos para 500 a 750 vacas.


2. Defina sua estratégia de crescimento
O planeamento do projeto pode incluir continuar a usar sua sala e instalações existentes, expandindo-se com robots ou projetando uma instalação de transição completamente robótica.

3. Considere todas as soluções robóticas

As soluções robóticas vão além da ordenha robotizada tradicional. Existem também soluções autónomas adequadas para salas rotativas convencionais.


4. Projete a sua equipa
Uma boa estimativa é planear as suas equipas com base em 200 vacas por empregado em tempo inteiro. Concentre 60 a 80% desse trabalho no núcleo duro das vacas e maternidade. Os restantes 20 a 40% podem ser alocados aos módulos robotizados.

5. Defina o tráfego de vacas
As grandes explorações tendem a preferir a pré-seleção das vacas.

Isto é devido a redução do custo do trabalho e flexibilidade adicional nas estratégias de alimentação.

6. Analisar o agrupamento de vacas
Com um sistema de ordenha robotizado, cada grupo terá animais em todos os estágios de lactação, condições de reprodução e níveis de produção. Para um produtor, significa uma única ração no feedbunk para todas as vacas e rações de grãos personalizadas no robot.

Isso permite que as vacas realizem toda a lactação dentro do mesmo grupo, evitando o stress das mudanças de grupo e o seu impacto na saúde da vaca.

7. Faça o seu projeto 
Duas e três fileiras de freestalls por lado do feedbunk funcionam bem. Os itens importantes a ter em mente são o espaço do feedbunk, a distância aos robots e uma ótima superfície de cama, sendo a areia a escolha mais comum.

Além disso, os sistemas de estrume nivelados ou raspadores mecânicos são uma escolha ideal; a raspagem por trator não é recomendada porque perturba as vacas.



8. Mantenha a ventilação
A ventilação mecânica ganhou popularidade, uma vez que tende a melhorar os custos de construção, proporcionando um ambiente consistente para as vacas. 

Muitas situações ainda existem onde a ventilação natural é a melhor alternativa. Se for esse o caso, assegure-se de que haja bons sistemas e estratégias de refrigeração de vacas. Lembre-se, a qualidade do ar e a temperatura são críticas para o fluxo de vacas e a produtividade geral.

9. Avalie todas as tecnologias aplicáveis
A ordenha robótica abre a porta para muitas tecnologias. Não perca a oportunidade de incorporar alguns deles.

As oportunidades são infinitas, desde a medição da condutividade ou da contagem de células somáticas, atividade, níveis de progesterona e beta-hidroxibutirato ou até mesmo sistemas de pontuação da condição corporal para monitorizar a saúde reprodutiva, a saúde e os programas de alimentação. 

10. Fator no custo total de funcionamento
O custo de capital, obviamente, entra em jogo ao tomar a decisão final de investir em robótica. Certifique-se de pesquisar o custo de funcionamento do equipamento. 

Os fornecedores experientes devem fornecer informações detalhadas sobre programas de manutenção preventiva, consumíveis e custos globais do serviço e programas de garantia. 


A robótica está a crescer em grandes explorações,um pouco por todo o mundo, e está a tornar-se a próxima revolução na agricultura. A tendência robótica chegou e só vai crescer. 

O artigo é da Progressive Dairyman adaptado pela equipa MILKPOINT


0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint.PT, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.