FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA PASSWORD SOU UM NOVO UTILIZADOR

Equilibrar o break-even

Por Maggie Seiler, Editora Associada em Hoard’s Dairyman

A gestão da flutuação tornou-se numa parte importante da economia global de hoje. Explorações capazes de conduzir com êxito as suas oportunidades durante tempos de crise financeira podem mais facilmente capitalizar aquando de uma subida no mercado do leite.

Uma publicação recente da Penn State destaca os constrangimentos financeiros comuns que mantêm elevados os custos para break-even em 107 explorações leiteiras no estado de Keystone. Ao longo dos últimos cinco anos, os investigadores encontraram grande variação naquilo que constitui esses custos entre explorações. Em 2015, o ponto de equilíbrio financeiro em mais da metade das explorações leiteiras do estado em questão foi superior a US $ 19 por quintal (aprox. 45,4 kg) e variando de menos de US $ 16 até valores superiores a US $ 22 por quintal.

Os investigadores afirmam que o fator mais previsível para descrever a variação foi os níveis de produção de leite. As explorações que se posicionaram nos valores mais altos do intervalo e precisavam, portanto, de mais de US $ 22 por quintal para atingir o ponto de equilíbrio financeiro eram fortemente afectadas por problemas a nível da produção de leite. Fora estes 12% de produtores, o valor médio de entrada de dólares por vaca ao ano nas explorações da Pensilvânia foi de US $ 4.776.

Compreensivelmente, os custos de alimentação apresentaram-se como uma diferença crítica, ainda que secundária, entre as produções com pontos de equilíbrio baixos e aquelas com pontos mais altos. Observou-se que nas explorações onde era possível a produção de todas as forragens utilizadas bem como de alguns cereais o ponto de equílibrio financeiro caiu para os valores mais baixos do intervalo. Os custos de alimentação médios nas explorações consideradas variaram entre US $ 1.992 por vaca por ano e US $ 2.596 por vaca por ano.

Outros fatores relevantes identificados por esta equipa da Universidade Penn State que diferenciavam as explorações com altos e baixos pontos de equilíbrio foram os gastos, por exemplo, na compra de novilhas de substituição, em pagamentos de empréstimos e gastos indiretos, como a mão de obra.

O artigo sugere que a melhor fórmula para reduzir o ponto de equilíbrio de uma exploração reside na reavaliação do programa de alimentação e de culturas, considerando possíveis constrangimentos nestas produções e tentando tornar o uso dos recursos da exploração mais eficiente. 


0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint.PT, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.