FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA PASSWORD SOU UM NOVO UTILIZADOR

Equipamento de ordenha limpo: seis requisitos essenciais

Quando se trata de produzir leite de alta qualidade, equipamentos de ordenha limpos são uma parte crucial para que se consiga alcançar este objectivo. Controlar a qualidade do leite é essencial, e manter o seu equipamento de ordenha num estado de limpeza ótimo é obrigatório para produzir consistentemente leite de alta qualidade.
Este é o tema do último artigo da Progressive Dairyman.


Basta um dreno falhar ou as juntas estejam a vazar ar por não terem sido trocadas na altura recomendada, para que o seu sistema de limpeza seja ineficiente. E, de repente, as contagens bacterianas são maiores do que o esperado.

Para assegurar um equipamento de ordenha limpo, há seis requisitos que devem ser cumpridos: tempo, temperatura, volume de água, equilíbrio químico, velocidade e drenagem. Se algum não estiver garantido, os resultados da limpeza serão comprometidos.

A limpeza clean-in-place contém até quatro ciclos diferentes. Cada um tem uma função específica e cada um precisa de um controlo preciso dos seis requisitos referidos para limpar corretamente o equipamento de ordenha.

Pré-lavagem. Este ciclo remove 90 a 95 por cento da carga do solo do sistema de ordenha e aquece a superfície do equipamento de limpeza. A temperatura inicial da água deve estar entre 35 e 40ºC. A água deve circular uma vez para enxaguar o equipamento e depois deve ser desviada para fora do sistema. Idealmente, o ciclo deve ter água suficiente para enxaguar até que a água saia limpa no final.

Lavagem. Este ciclo remove a gordura, proteínas e minerais. Usa jatos de água quente e produtos químicos para esfregar as superfícies interiores. Para bons resultados, é necessário:
- Ter a água a uma temperatura inicial igual ou superior a 70ºC;
- Descarregar água a uma temperatura igual ou superior a 50ºC;
- Libertar 20 jatos eficientes que circulem a uma velocidade de aproximadamente 10 metros por segundo pelo sistema;
- Escolher a quantidade correta e o tipo de químico adequado ao tamanho, complexidade, horas de utilização e tipo de água do seu sistema de ordenha.
- Os ciclos de lavagem tradicionais usam detergentes alcalinos com cloro e é necessário que se atinja a concentração mínima, em partes por milhão (ppm), dos agentes alcalinos ativos, e de pH requerida para o seu sistema.
- Lavagens com uma só etapa, especialmente formuladas, podem ser usadas para ajudar a economizar água e tempo, mas devem garantir que se atinge o pH exigido para o sistema em causa e compatibilidade com o seu tipo de água. Neste tipo de lavagem, a lavagem ácida não é necessária, e combinam-se as funções de dois ciclos em apenas um.
-Circular a água de lavagem durante sete a 10 minutos, dependendo da rapidez com que se geram o jatos. Por exemplo, se se podem gerar três jatos por minuto, pode-se conseguir 20 jatos em sete minutos. Mas se apenas se gerarem dois jatos por minuto, então é necessário que a lavagem dure 10 minutos.

Lavagem ácida. Este ciclo é utilizado para neutralizar qualquer resíduo de detergente, remover minerais e inibir o crescimento de bactérias. A lavagem ácida deve circular durante três a cinco minutos. A temperatura inicial da água deve estar entre 35 e 40ºC, e o pH da solução ácida deve ser de 2,0 a 3,5.

Desinfeção
. Este ciclo mata bactérias. Use um produto desinfetante EPA-registrado. A temperatura inicial da água deve ser de 95 a 110ºF e circulam por três a cinco minutos. desinfetantes cloro devem rendimento de 100 a 200 ppm de cloro ao testar o dreno do ciclo.
Este ciclo destrói as bactérias. A temperatura inicial da água deve estar entre 35 e 40ºC e deve circular durante três a cinco minutos. Os desinfetantes com cloro devem conter entre 100 e 200 ppm de cloro. Alternativamente pode-se utilizar um desinfetante ácido na lavagem ácida e juntar, portanto, os dois ciclos.

Como garantir o sucesso?
Cada etapa do ciclo de lavagem tem os seus próprios requisitos de tempo, temperatura, volume de água, equilíbrio químico, velocidade e drenagem. 
De cada vez que começa o ciclo de lavagem, deve aproveitar para observar e ouvir, verificando se o sistema está a funcionar corretamente.

Olhe para ver se a água está a passar através de todas as unidades e sensores. Perceba se o injetor de ar está a ligar e desligar adequadamente ao logo do ciclo ou se há algum vazamento. Muito ar no sistema pode alterar o desempenho dos jatos e diminuir a temperatura da água. Certifique-se que ouve o disparo do injetor de ar.
Monitorize a temperatura da lavagem por rotina. Se tiver um registo de temperatura, verifique os gráficos regularmente. Se não, mantenha um termómetro na sala de ordenha. Use-o para verificar semanalmente a temperatura do dreno do principal ciclo de lavagem.

Quando a temperatura da água de lavagem que sai do sistema fica abaixo de 50ºC, a gordura e os sólidos começam a deixar de estar em suspensão e para acumulam-se no equipamento de ordenha.

Certifique-se também que todos os ciclos drenam rápida e completamente. Se a drenagem é muito pouca, a temperatura da água desce e se arrefecer demasiado, deixa um filme no fundo do recetor.

Criar um jato
Uma coluna de solução de limpeza, impulsionada por ar injetado na linha, requer um volume de água certo associado à medida certa de força dos injetores de ar para empurrar a solução de limpeza através do sistema e manter o jato.

Demasiada força faz com que o jato se mova demasiado rápido, se interrompa - e, portanto, não limpe adequadamente o equipamento. Se o jato se move muito lentamente, ou não contém o volume de água suficiente, ele não limpa todos os canais. Os jatos devem ser impelido a uma velocidade de 8 a 10 metros por segundo.
O volume de água é um ponto crítico. Afim de limpar todas as superfícies internas, é necessária água suficiente para criar um jato que mantenha os produtos químicos em contacto com todas as superfícies conforme vai circulando através do sistema.
Demasiada água dilui os produtos químicos, o que pode resultar numa limpeza ineficaz ou resultar numa maior utilização do químico. Se a água for insuficiente a cuba de lavagem suga o ar, evitando a formação de jatos lavagem, impedindo a limpeza eficaz do circuito.

Monitorize a utilização dos produtos
A cada semana, faça uma marcação nos recipientes do detergente, do ácido e do desinfetante. Isto permite averiguar se se está a utilizar a quantidade certa por semana. Se estiver a usar menos quantidade que o suposto, irá haver uma falha de limpeza e a contagem de bactérias será elevada. Se, por outro lado, está a usar demasiado, além de estar a ter custos desnecessários, esta utilização pode resultar numa falha precoce das peças de borracha. Por exemplo, se é suposto utilizar 100 ppm de cloro, mas estiver a usar 300 ppm, está a utilizar demasiado, elevando os custo, e resultado numa rápida deterioração das juntas e do revestimento.

Os biofilmes formam-se no equipamento quando ocorrem falhas na limpeza e quando o sistema não é lavado pelo menos a cada 10 horas, se o equipamento de ordenha estiver a funcionar 24h/7 dias. Se as vacas são ordenhadas 3 vezes ao dia, o equipamento de ordenha também deve ser limpo 3 vezes. Atalhos na limpeza conduzem, muitas vezes, a contagens elevandas aquando dos controlos de qualidade do leite.

A manutenção inadequada do sistema, falhas no injetor de ar e água a uma temperatura demasiado baixa são muitas vezes as causas. Coloque alguém responsável pela manutenção de rotina.

Estabeleça um cronograma de substituição para todos os produtos, juntas, diafragmas, drenos, cubas, tubos peristálticos químicos e outras peças que se desgastam ao longo do tempo, e registe sempre que as trocar.

O artigo da Progressive Dairyman foi adaptado pela equipa MILKPOINT.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint.PT, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.