FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA PASSWORD SOU UM NOVO UTILIZADOR

Benefícios do Uso da Ecografia na Reprodução Bovina

Nos últimos anos, o uso da ecografia transrectal em bovinos tem-se revelado uma importante técnica de diagnóstico reprodutivo em progressiva expansão entre a comunidade veterinária nacional e com impacto na qualidade assistencial das visitas reprodutivas às explorações produtoras de leite e carne.

São muitas as vantagens práticas da utilização da ecografia nesta espécie, entre as quais:

1) a fácil aprendizagem e adaptação do técnico veterinário;
2) uma velocidade de execução idêntica à da palpação transrectal;
3) menos invasiva do que a palpação transrectal, reduzindo a manipulação traumática sobre ao embrião/feto e a incidência de abortamentos induzidos por palpação;
4) um maior rigor nos diagnósticos gestacionais reprodutivos efectuados, com um nível de precisão considerado excelente aos 26-27 dias de gestação - Pieterse et al. demonstraram uma sensibilidade e especificidade nos diagnósticos reprodutivos que rondam os 44,8 e 82.3%, aos 21 e 25 dias de gestação, respectivamente; estas percentagens aumentam para 97.7 e 87.7% aos 26 e 33 dias de gestação, respectivamente; contudo, é fundamental o veterinário operador conhecer os seus limites, assegurando a exactidão e precisão do diagnóstico consoante a sua experiência técnica;
5) a identificação precoce de animais não-gestantes permite que estes sejam ressincronizados antecipadamente, minimizando o número de inseminações artificiais por concepção e o intervalo parto-concepção;
6) a visualização directa de estruturas do tracto reprodutivo bovino possibilita a detecção de patologias uterinas/ováricas (metrites, quistos foliculares e luteínicos, tumores, etc.), a avaliação da viabilidade embrionária/fetal (figura 1), o reconhecimento de gestações gemelares (figura 2) e a identificação do sexo fetal; estas informações mais precisas e completas quando comparadas com a palpação transrectal são essenciais para a tomada de decisões de maneio e incremento a eficiência no desempenho reprodutivo da exploração do cliente produtor de leite - por exemplo, a identificação de uma gestação gemelar indica ao produtor a importância de um maneio diferente do animal, quer a nível nutricional quer a nível da secagem prematura deste.
 



Figura 1: Imagem ecográfica de útero grávido aos 32 dias de gestação (4,5 - 8,5 MHz, sonda linear, corte transversal) abrangendo ambos os cornos uterinos: à direita, o corno uterino grávido com o embrião visível ventralmente (com cerca de 1,2 cm) e com uma quantidade substancialmente maior de fluido anecogénico em relação ao corno uterino oposto. (*) Fluido alantóico; (↓) Pregas endometriais; (- - - - -) Embrião. Cada quadrado na grelha corresponde a 1 cm2.


Figura 2: Imagem ecográfica de gestação gemelar ipsilateral de 36 dias (4,5 - 8,5 MHz, sonda linear, corte longitudinal). Cada quadrado na grelha corresponde a 1 cm2.

*Artigo não elaborado segundo o Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa


Referências bibliográficas:

• Fricke, P.M. (2002). Scanning the Future - Ultrasonography as a Reproductive Management Tool for Dairy Cattle. Journal of Dairy Science, 85: 1918-1926.
• Paisley, L.G., Mickelsen, W.D. e Frost, O.L. (1978). A survey of the incidence of prenatal mortality in cattle following pregnancy diagnosis by rectal palpation. Theriogenology 9: 481-489.
• Vaillancourt, D., Vierschwal, C.J., Ogwu D., Elmore, R.G., Martin, C.E., Sharp, A.J., e Youngquist, R.S. (1979). Correlation between pregnancy diagnosis by membrane slip and embryonic mortality. JAVMA 175: 466.
• Kastelic, J.P., Bergfelt, D.R., e Ginther, O.J. (1991). Ultrasonic detection of the conceptus and characterization of intrauterine fluid on days 10 to 22 in heifers. Theriogenology 35:569-581.
• Filteau, V. e DesCôteaux, L. (1998). Valeur predictive de lútilisation de láppareil échographique pour le diagnostic précoce de la gestation chez la vache laitière. Méd Vét Québec 28: 81-85.
• DesCôteaux L. e Fetrow, J. (1998). Does it pay to use an ultrasound machine for early pregnancy diagnosis in dairy cows? In: Proceedings of the Annual Convention of the American Association of Bovine Practitioners. Spokane (WA). 172-4.
• Pieterse, M.C., Szenci, O., Willemse, A.H., Bajcsy, C.S.A., Dieleman, S.J. e Taverne, M.A.M. (1990a). Early pregnancy diagnosis in cattle by means of linear-array real-time ultrasound scanning of the uterus and a qualitative and quantitative milk progesterone test. Theriogenology. 33:697-707



ARTIGO EXCLUSIVO | Este artigo é de uso exclusivo do MilkPoint.PT, não sendo permitida sua cópia e/ou réplica sem prévia autorização do portal e do(s) autor(es) do artigo.

1

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint.PT, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

GILMARA MENEZES

NOVA FRIBURGO - RIO DE JANEIRO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 17/08/2015

Boa noite.

Gostaria de saber o custo de um exame de ultrassom  precose de gestação, os exames são cobrados por animal ou por lotes?

Desde já agradeço pela atenção.

Menezes