FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA PASSWORD SOU UM NOVO UTILIZADOR

Imunossupressão: Um momento para atuar Avalie o impacto na SUA exploração

A imunossupressão torna as vacas mais vulneráveis a infeções

Durante os 90 dias por altura do parto (The Vital 90TM Days), desde a secagem, cerca de 60 dias antes do parto, até um mês após o parto, quase todas as vacas sofrem uma depressão do seu sistema imunitário1. No periparto, os níveis e a atividade dos neutrófilos diminuem até 40 %1. Os neutrófilos são glóbulos brancos que constituem a primeira linha de defesa contra infeções. Esta situação aumenta o risco de as vacas sofrerem de doenças no pós-parto, como a a mastite2, a metrite3 e a retenção placentária4.

O que é que causa a imunossupressão?

• O stress afeta o sistema imunitário da vaca debilitando-o. Consequentemente, o sistema de defesa da vaca torna-se menos eficaz na luta contra infeções. Circunstâncias como uma elevada densidade de animais, as mudanças nos lotes e pátios, um acesso limitado à alimentação ou água podem causar stress. Também já se demonstrou o impacto negativo do stress no sistema imunitário devido ao calor5,6.

• O estado nutricional. O balanço energético negativo (níveis elevados de BHBA e/ou NEFAs) afeta a função dos neutrófilos, limitando a sua capacidade para
migrar para o local da infeção7.
As vacas com hipocalcemia (baixo nível de cálcio no sangue) são mais vulneráveis a infeções, já que o cálcio é um elemento de importância vital para a função e capacidade migratória das células imunitárias (por exemplo, os neutrófilos)8





PRIMEIRA FASE: Registar as doenças pós-parto

O verdadeiro valor do acompanhamento das doenças está na identificação precoce dos problemas para se poder agir. Detetar e registar as doenças de uma forma sistemática é um elemento-chave para a tomada de decisões de impacto e para a concretização de mudanças na gestão, tanto das vacas individualmente como ao nível da exploração.
A utilização de uma ferramenta tão simples, como um registo para as vacas em transição onde se tome nota dos casos de mastite, metrite e retenção placentária, vai fornecer-lhe informação acerca do impacto da imunossupressão na sua exploração.
A aplicação Keto-Track App é uma ferramenta digital muito prática para registar e verificar o estado do rebanho, além de outros parâmetros, como os níveis de BHBA ou BCS nas vacas.


SEGUNDA FASE: Identificar os fatores de risco

Uma visita estruturada e com enfoque científico à exploração vai ajudá-lo a avaliar os fatores de risco e potenciadores de stress, o que lhe permite fixar prioridades e definir medidas corretivas.
Peça ao seu veterinário a análise Healthy Start Check List, com a qual poderá avaliar os pontos críticos da gestão na sua exploração de uma forma simples.
Também pode fazer essa inspeção com o seu veterinário utilizando a ferramenta digital de avaliação dos riscos chamada Risk Assessment Tool (RAT), uma aplicação para iPad dedicada ao período The Vital 90TM Days.

TERCEIRA FASE: Fazer frente

Ferramentas como estas permitem identificar os fatores de risco e assinalam a necessidade de intervir na gestão da exploração, nos programas de saúde preventiva e na alimentação.




Referências bibliográficas:

1. Goff J.P. et al, (1997) Physiological Changes at Parturition and Their Relationship to Metabolic Disorders, Journal of Dairy Science, 80 (7) 1260-1268
2. Kimura K, Goff JP, Kehrli ME, Decreased neutrophil function as a cause of retained placenta in dairy cattle. Journal Dairy Science 2002; 85 (3): 544–550.
3. Hammon DS, et al, Neutrophil function and energy status in Holstein cows with uterine health disorders. Veterinary Immunology and Immunopathology 2006; 113: 21-29. 4. Sordillo LM, Factors affecting mammary gland immunity and mastitis susceptibility. Livestock Production Science 2005; 98: 89–99.
5.Tao S., Dahl G.E., (2013), Invited review: Heat stress effects during late gestation on dry cows and their calves, Journal of Dairy Science, 96, 4079-4093
6. Bernabucci U. et al, (2010), Metabolic and hormonal acclimation to heat stress in domesticated ruminants, Animal, 4(7), 1167-1183
7. Hoeben D. et al, (1997), Vet. Immunol. Immunopathol. 58: 165–170.
8. Kimura K. et al, (2006) Parturition and Hypocalcemia Blunts Calcium Signals in Immune Cells of Dairy Cattle, Journal of Dairy Science, 89: 2588-2595

Elanco, The Vital 90TM Days e a barra diagonal são marcas comerciais detidas ou licenciadas pela Eli Lilly and Company, respetivas subsidiárias ou filiais. © 2015 Elanco Animal Health.


0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint.PT, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.