ENTRAR COM FACEBOOK ESQUECI MINHA PASSWORD SOU UM NOVO UTILIZADOR

Novo tipo de mastite está tornar-se mais prevalente nos EUA

Uma forma relativamente nova de mastite causada pela bactéria do género Lactococcus está ocorrendo com mais frequência e, por ser resistente a vários tipos de antibióticos geralmenteusados, podendo ser difícil de controlar.

Inicialmente identificada na década de 1930, mas reclassificada em 1985, a bactéria Lactococcus só foi considerada importante como cultura inicial na produção de queijo e soro de leite coalhado. Surtos recentes, no entanto, aumentam a sua importância como um patógeno da mastite, disse Valorie Ryman, especialista em laticínios da Extension, da Universidade da Geórgia. "Lactococcus mastitis é uma preocupação séria, dada a sua resistência a terapias de mastite comuns", disse ela.

Por causa da maneira como o Lactococcus é cultivado, muitas vezes é difícil para os técnicos de laboratório diferenciá-lo dos Streptococcus ambientais. Os Serviços de Produção de Leite de Qualidade da Universidade de Cornell analisaram em profundidade o problema e descobriram que, das 473 amostras que não eram de S. Agalactiae, 27% eram bactérias do Lactococcus, explicou Ryman.

Infecções mamárias causadas por Lactococcus assemelham-se a infecções causadas por streptococcus ambientais e outros patógenos comuns, resultando em mastite clínica com alta contagem de células somáticas. As infecções por Lactococcus, no entanto, podem não responder à antibiotioterapia.

Alguns veterinários descobriram que as infecções por Lactococcus respondem à terapia com Amoxi-Mast. Mas antes de iniciar tal tratamento, Ryman recomenda que os produtores trabalhem com o seu veterinário, para obter um teste de cultura positivo e um plano de tratamento em primeiro lugar.

“Uma rotina de ordenha adequada, incluindo pré e pós-dipping efetivos, e adesão à manutenção da cama é fundamental para minimizar o risco de mastite por Lactococcus, já que essas bactérias são frequentemente encontradas na pele e no ambiente, incluindo areia da cama em freestalls” disse ela. "Como os lactococos prosperam no meio ambiente, a segregação dos animais infectados não impede a exposição de vacas saudáveis a esse patógeno".

 

As informações são da Dairy Herd Management.

1

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint.PT, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

GUILHERME ALEIXO

BEZERROS - PERNAMBUCO - TÉCNICO

EM 16-10-2018

Qual a medicação a ser utilizada, como intra mamária e injetável ? Abraço