ENTRAR COM FACEBOOK ESQUECI MINHA PASSWORD SOU UM NOVO UTILIZADOR

Período de Transição: cinco áreas a ter em atenção

*Este é um artigo de Mark Thomas, veterinário e sócio da Clínica Veterinária de Campo, LLP e Dairy Health & Management Services LLC em Lowville, N.Y., adaptado da Dairy Herd Mangement

 

Quando realizamos um exame físico a uma vaca em transição, há um conjunto de doenças importantes para reconhecer e tratar. Sabemos que outras doenças podem ser difíceis de diagnosticar corretamente, e o tratamento pode não ser vantajoso economicamente ou não resultar na cura do animal.

Quando dou formação a veterinários, como fazer um exame físico, geralmente concentro-me em cinco áreas principais: Úbere, Útero, Sistema gastrointestinal (abomaso), Pulmões, Metabolismo.

Alguns podem argumentar que isso simplifica os muitos sistemas de órgãos e doenças que podem afetar uma vaca, mas vamos realmente ter em mente o que é mais comum e o que podemos tratar com sucesso.

É claro que precisamos olhar para os olhos, para a pele e ouvir o coração, mas em termos de doenças  comuns do período de transição, se pudermos descartar os sistemas acima, provavelmente encontraremos o problema da vaca.

Concretizando:

1. O úbere

A doença com a qual obviamente estamos preocupados é a mastite. Mas muitas fica esquecido: "Os ordenhadores não encontraram mastite, ou eles teriam dito isso". Não se esqueça de tirar e olhar para o leite de todos os quatro quartos e também apalpar o úbere.

2. O útero

Se pudermos descartar uma placenta retida ou metrite, provavelmente teremos esse órgão coberto. Certamente podemos ter uma ruptura uterina ou carcinoma, mas, novamente, focar no que é mais comum.

3. Sistema GI

Este sistema de órgãos pode fornecer mais dificuldades em encontrar o diagnóstico correto, mas, novamente, se mantivermos as conclusões mais lógicas em mente, um abomaso deslocado (DA), seja do lado esquerdo ou direito, será uma das nossas áreas importantes a ter em conta. na vaca de transição. Não assuma que pelo facto de estar a ruminar, que um DA não pode existir.

 

4. Pulmões Se o sistema gastrointestinal nos dá alguma incerteza, os pulmões podem ser mais confusos. Vacas com sons pulmonares normais ainda podem ter pneumonia, mas precisamos de ter em mente o diagnóstico de outros achados, como aumento da frequência respiratória, febre e descarga nasal, que podem estar mais envolvidos do que ouvir os pulmões.

 

5. Doença metabólica As duas principais doenças que precisamos de considerar são a hipocalcémia  e cetose. Lembre-se, ambas as doenças podem ser clínicas (a vaca apresenta sinais anormais que são bastante óbvios, como diminuição do apetite ou fraqueza) ou subclínica (sem sinais externos de doença).

Se pudermos descartar as seguintes doenças, estamos no caminho certo para fazer um diagnóstico correto para a nossa vaca em transição. Consulte o seu veterinário para desenvolver uma formação de exame físico e / ou uma sessão de revisão com sua equipa, e não se esqueça de envolvê-lo em avaliações de segunda opinião de animais doentes. Este é um processo importante para a educação continuada em fazer o diagnóstico correto.  

Mark Thomas é veterinário e sócio da Clínica Veterinária de Campo, LLP e Dairy Health & Management Services LLC em Lowville, N.Y.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint.PT, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.