FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA PASSWORD SOU UM NOVO UTILIZADOR

Relação entre a suplementação com cobre e a saúde do úbere

As mastites têm sido descritas como a doença mais frequente e com maior impacto económico na produção leiteira são responsáveis por 38% das perdas económicas devido à redução da produção leiteira, custos de tratamento, mão-de-obra envolvida, perda de capacidade leiteira após o tratamento e refugo prematuro.

Clinicamente a mastite é causada por uma penetração de agentes patogénicos através do teto, invadindo depois o tecido mamário, e consequente inflamação. Como consequência há aumento das contagem de células somáticas, parâmetro utilizado para monitorizar a saúde do úbere e qualidade do leite.

Vivendo a Europa, tempos particularmente difíceis, com taxas de crescimento de produção de cerca de 5,4% e aumento do consumo global de 1%, a qualidade do leite assume particular importância, não apenas pelo potencial valor menor pago pelo comprador, mas também pelos custos diretos e indiretos associados à patologia.

Consequências diretas das mastites - Imagem original Dairy Topics

Uma empresa especializada em nutrição animal espanhola, a Norel, realizou em 2014 um estudo, em 50 explorações espanholas, onde avaliou a relação entre os níveis de cobre e zinco na dieta e a saúde do úbere. De Fevereiro a Novembro foram recolhidas amostras de leite mensalmente cuja análise foi usada como indicador de saúde do úbere. A composição mineral da dieta de cada exploração foi analisada apenas uma vez ao longo do estudo, no entanto não se efetuaram alterações na dieta durante a realização do mesmo.

Ao analisarem os dados recolhidos chegaram a alguns resultados, os valores de zinco apenas têm uma fraca correlação com o parâmetro “taxa de cura durante o período seco”, enquanto o cobre está correlacionado com a média de células somáticas e a taxa mensal de mastites.

Comparando os dois minerais o zinco está menos correlacionado com parâmetros ligados à saúde do úbere quando comparado com o cobre, no entanto no presente estudo os valores de cobre presente na dieta estava abaixo dos valores recomendados.

Os autores ressalvam que para análise dos resultados apresentados é importante ter em consideração a possível interação entre minerais e que na maioria dos casos o nível de zinco encontrava-se acima dos níveis recomendados.

Os investigadores concluíram que, apesar de serem necessários mais estudos sobre a forma como o cobre influencia a saúde do úbere, fontes orgânicas de zinco e cobre podem ter grande interesse para promover saúde e resistência do úbere a infeções e assim prevenir mastites e os seus efeitos negativos.


Artigo original disponível em:
www.positiveaction.info/digital/IDT/2015/IDT_14_5/

 

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint.PT, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.